Other Manual Translations: English 한국어 Español

Momentos com o Espírito Santo: Aprendendo com Wesley em Aldersgate

João Wesley, um dos fundadores da Igreja Metodista Unida, teve um momento especial com o Espírito Santo. Foto de Joe Iovino, United Methodist Communications.
João Wesley, um dos fundadores da Igreja Metodista Unida, teve um momento especial com o Espírito Santo. Foto de Joe Iovino, United Methodist Communications.

Muitos viveram um momento em que o Espírito de Deus se deparou com eles de uma forma poderosa. Para alguns, aconteceu em um retiro quando jovem, ou uma  viagem de missão mais tarde na vida. Outros tiveram uma experiência durante um culto de domingo de manhã ou um estudo bíblico de quarta-feira à noite. Alguns sentiram Cristo especialmente presente enquanto oravam no topo de uma montanha ou choravam pelo som de ondas quebrando enquanto estavam em uma praia.

Qualquer que sejam as circunstâncias, esses momentos podem mudar a vida. Nós recordamos esses momentos como tempos de conversão, renovação e revelação. Podemos nos sentir chamados a fazer algo, experimentar  a cura e a integralidade, ou receber paz sobre uma decisão.

Commemorative plaque on Aldersgate Street, London.

Uma placa comemorativa na Rua Aldersgate, em Londres, contém o texto da anotação do diário de John Wesley para 24 de Maio de 1738. Foto de Joe Iovino, United Metodista Communications.

João Wesley, fundador do movimento Metodista, teve um momento com o Espírito Santo muitas vezes referindo como sua "experiência de Aldersgate". Wesley recorda em seu diário o que aconteceu em 24 de Maio de 1738:

À noite eu fui muito relutantemente para uma sociedade  na Rua Aldersgate, onde alguém estava lendo o prefácio de Lutero para a Epístola de Romanos. Cerca de um quarto antes das nove, enquanto ele estava descrevendo a mudança que Deus trabalha no coração através da fé em Cristo, senti meu coração estranhamente aquecido. Senti que confiava em Cristo, só Cristo, para a salvação; e uma garantia me foi dada de que Ele tinha tirado meus pecados, sim, os meus, e me salvou da lei do pecado e da morte.

Quando lido por si só, este registro de um diário parece sugerir que este momento de Deus aconteceu inesperadamente. O mesmo acontece quando ouvimos outros relatarem experiências semelhantes. Na maioria das vezes, porém, esses encontros especiais com o Espírito Santo vêm para aqueles que estão buscando, aqueles que abriram seus corações para receber algo especial de Deus.

Um pouco do background

Quando João Wesley e seu irmão Carlos voltaram à Inglaterra após sua viagem missionária à Geórgia, sua fé estava um pouco abalada. A missão Americana deles não correspondeu às suas expectativas.

O General James Oglethorpe convidou João para vir a Savannah como capelão, mas ele quase imediatamente entrou em conflito com colonos que não apreciavam seu zelo. Carlos viajou para servir como secretário de Oglethorpe, um papel para o qual ele estava mal adaptado. Ambos pensaram que teriam tempo para servir como missionários para os Nativos Americanos, mas isso nunca deu certo.

Durante suas viagens, os irmãos conheceram Cristãos Morávios  da Alemanha cuja garantia de fé os irmãos Wesley invejavam. Em uma tempestade no mar e durante os tempos difíceis em terra, esses Cristãos mostraram uma paz pela qual João e Carlos ansiavam.

Após seu retorno à Inglaterra - Carlos em Julho de 1736 e João em Fevereiro de 1738 - eles procuraram os Morávios, na esperança de descobrir o segredo de sua fé.

Em Maio de 1738, Carlos adoeceu e estava preocupado com sua sobrevivência. Deitado na cama dia após dia, ele se concentrou em seu bem-estar espiritual. Se essa doença tirasse a vida dele, ele estava pronto para morrer? Ele orou, estudou e falou com amigos que oraram para que ele sentisse a presença do Espírito Santo.

Na mesma época, João estava tendo conversas com um respeitado Moraviano chamado Peter Böhler. Böhler estava ensinando Wesley sobre a espiritualidade Morávia, que incluía a crença de que os Cristãos têm uma garantia de fé expressada como amor, paz e alegria. Essas emoções estavam em falta para cada um dos irmãos Wesley na época. Entre as conversas, João percorreu a Bíblia em busca de provas das alegações de Böhler.

Encontros espirituais

Nodomingo do Pentecoste, 21 de Maio de 1738, algo incrível aconteceu. Entre as visitas de seu irmão, seu médico, e aqueles que estavam cuidando dele, Carlos teve um encontro pessoal com o Espírito Santo.

Charles Wesley had his own encounter with the Holy Spirit 3 days before his brother.

Enquanto estava na casa de um amigo durante uma doença difícil, Carlos Wesley teve um encontro especial com o Espírito Santo três dias antes de seu irmão. Foto de Joe Iovino, United Metodista Communications.

Em sua anotação no diário para aquele dia, ele relata ter experimentado "uma estranha palpitação de coração" que o fez exclamar: "Eu acredito, eu acredito!" Várias frases depois, ele continua: "Agora me encontrei em paz com Deus, e me alegrava na esperança de amar a Cristo."

Quando João visitou no dia seguinte, Carlos compartilhou o que tinha acontecido com ele e juntos eles oraram para que João tivesse uma experiência semelhante. Carlos escreve: "Eu quase acreditei que o Espírito Santo estava vindo sobre ele."

Mais tarde naquela semana, João "foi muito relutantemente para uma sociedade em Aldersgate Street" onde seu coração ficou "estranhamente aquecido". Foi um momento para o qual ele tinha orado, estudado e preparado.

Preparando nossos corações

Muitas vezes o mesmo é verdadeiro para nós. Embora Deus possa vir até nós a qualquer momento e em qualquer lugar, muitas vezes é útil preparar nossos corações para serem receptivos ao Espírito Santo se movendo dentro de nós.

Ao longo de seu ministério, João Wesley ensinou sobre os meios de graça, coisas que fazemos regularmente para nos colocarmos em um lugar onde estamos abertos a receber a graça de Deus. Essas práticas incluem obras individuais e comunitárias de piedade e obras de misericórdia, como devocionais privadas, compartilhar dos sacramentos, visitar os doentes e defender a justiça.

Como você e eu desejamos ouvir de Deus, é bom seguir os exemplos de João e Carlos Wesley que oraram, estudaram e procuraram o conselho dos outros. Não podemos controlar quando ou onde Deus falará conosco — muitas vezes parece acontecer inesperadamente — mas podemos nos colocar em um lugar onde estaremos prontos para ouvir quando isso acontecer.

Esta história foi publicada pela primeira vez em 18 de Maio de 2017.

Joe Iovino  trabalha para UMC.org na United Methodist Communications. Entre em contato com ele por  e-mail  .