Translate Page

Cura através de uma 'Janela para o Céu' cheia do Espírito

Damon Neal, membro da Igreja Metodista Unida Dallas Indian, acredita que cada traço de sua pintura, "Uma Janela para o Céu" foi inspirado pelo Espírito Santo", que também levou o artista a encontrar a cura para sua dor. Foto cortesia da Igreja Metodista Unida Dallas Indian.
Damon Neal, membro da Igreja Metodista Unida Dallas Indian, acredita que cada traço de sua pintura, "Uma Janela para o Céu" foi inspirado pelo Espírito Santo", que também levou o artista a encontrar a cura para sua dor. Foto cortesia da Igreja Metodista Unida Dallas Indian.

A primeira ideia para um mural na Dallas Indian United Methodist Church no Texas foi retratar Jesus com o tom de pele Nativo Americano . Fazia sentido, dado que a congregação é 94% Nativa Americana.

Mas não foi assim.

Algo - o artista Damon Neal e o pastor da igreja, o Revdo. JB Jackson dizem que é o Espírito Santo - fez com que Neal transformasse o mural em " Uma Janela para o Céu”, repleta de muitas das criações de Deus integradas nas nuvens.

Inspirado pelo Espírito Santo

“Acredito que cada traço foi inspirado pelo Espírito Santo”, disse Jackson. “O Damon é muitíssimo espiritualmente sensível a liderança e guiar do Espírito.”

Artist Damon Neal's mural, titled, "A Window to Heaven," located at Dallas Indian United Methodist Church, is a part of God's plan of healing for the artist, he says. Photo courtesy of Dallas Indian UMC. 

O mural do artista Damon Neal, intitulado "Uma janela para o céu", localizado na Igreja Metodista Unida Dallas Indian, é parte do plano de cura de Deus para o artista, diz ele. Foto cortesia da Igreja Metodista Unida Dallas Indian.

Neal decidiu usar um fundo de nuvens para o mural de Jesus Nativo Americano, e começou a trabalhar. Mas, possivelmente inspirado pelo falecido artista Nativo Americano Enoch K. Haney, ele começou subconscientemente a incorporar animais e outras imagens nas nuvens.

“Esta nuvem em particular começou a parecer um peixe ", disse Neal. "Hmm, isso não está certo. Deixe-me ir para este outro lado da parede, e vamos fazer mais algumas nuvens."

Os animais começaram a aparecer

Quando ele fez isso, formas de outros animais começaram a aparecer.

"Fiquei surpreso com a forma como eles estavam surgindo lentamente, apenas sendo colocados estrategicamente", disse ele. "Não apenas animais aleatórios. Eles são colocados estrategicamente”.

"Uma janela para o céu", como a pintura agora é chamada, inclui pássaros, um urso, um polvo, Nativos Americanos e até uma couve de Bruxelas.

"Eu odeio couves de Bruxelas", disse Jackson. "Mas eu tive um sermão e disse coisas que você odeia, Deus sabe que precisamos disso.

Conforto na dor

"Uma janela para o céu" é o primeiro grande projeto que Neal tentou desde a morte de seu irmão e pai.

"Em julho de 2020, perdi meu irmão para o COVID", disse ele. "E então no ano passado, 11 de Janeiro, perdi meu pai para um ataque cardíaco.”

Neal, que ganhava regularmente concursos de arte no ensino médio, optou por parar de estudar arte na faculdade quando seus pais precisavam de sua ajuda. Ele ainda desempenha esse papel de cuidador de sua mãe, que é sobrevivente de câncer. Ele não se arrepende de ter abandonado a escola, acreditando que Deus tinha um caminho diferente em mente.

“Eu sempre posso voltar no próximo ano, certo?” Neal disse: “Bem, um ano se transformou em dois anos, três anos e 22 anos depois eu ainda estou aqui cuidando da minha mãe.”

Sua fé o sustentou com o passar dos anos, mesmo quando ele perdeu seu pai e irmão, disse ele. Sua avó e seu avô foram fundamentais para o crescimento do Metodismo entre os Nativos Americanos.

“Minha avó, seu nome é Dra. Revda. Lois Neal. Ela era casada com meu avô, o Reverendo Oliver Neal ", disse Damon Neal.

"Meu avô estabeleceu muitas Igrejas Metodistas Nativas Americanas em Oklahoma e Califórnia", acrescentou.

  United Methodist Damon Neal, member at Dallas Indian United Methodist Church 

Artista Damon Neal, membro da Igreja Metodista Unida Dallas Indian. Foto cortesia da Igreja Metodista Unida Dallas Indian.

O mural é uma grande parte do plano de Deus para ele, Neal acredita.

"Era como se o Senhor estivesse tomando ... cada pensamento negativo que eu tinha", disse Neal. "Ele vai pegar isso e ele vai literalmente moldá-lo em outra coisa (e) colocá-lo no (mural). Então, isso é uma transformação física de pegar um negativo e colocá-lo em positivo.”

Instintos artísticos lideram o caminho

O interesse de Neal pela arte começou quando criança quando ele tentou imitar os rabiscos de sua mãe. No começo, ele desenhava principalmente a estrela de filmes de artes marciais Bruce Lee e ninjas.

No jardim de infância, ele desenhava abóboras azuis em vez de laranja para um projeto de Halloween.

"Eu meio que sigo meus instintos, apenas sigo minha intuição", disse ele. "Isso me separou de todos. Foi assim a minha vida inteira e eu meio que me acostumei a isso.”

A mãe de Neal sugeriu que ele abordasse temas Nativos Americanos quando ele estava na sétima série.

"Comecei a pesquisar mais sobre minha herança familiar e outras culturas nativas ao nosso redor", disse Neal, que tem Apache, Cherokee e outras tribos como antepassados. Isto realmente abriu meus olhos para minha própria cultura.”

Presente no processo

"Uma janela para o céu" está 95 por cento concluído, Jackson, o Pastor da igreja, acredita.

"Para Damon e sua família tem tudo haver com a cura", disse Jackson.

"Eu posso vê-lo apenas segurando isso ( mural), certo?” ele disse. "Fazendo isso durar o máximo que ele puder até chegar a um lugar onde ele possa deixá-lo ir. É isso que eu acredito que ele está passando agora."

Neal admite que não tem pressa.

"É um muro de inclusão", disse ele. "Todo mundo é aceito, toda fé é aceita... Mesmo agora, ainda estou aprendendo", disse ele. "Enquanto estou criando, Ainda estou aprendendo com o mural.”

Jim Patterson é um escritor freelancer de Nashville.

Esta história foi publicada em 23 de Junho de 2022.