Other Manual Translations: English français español

Nossa Herança Wesleyana

Ênfase Distinta

O Metodismo começou porque João Wesley e seu irmão Charles e mais outros tiveram o desejo de crescer como discípulos de Jesus Cristo. Juntos, eles buscaram “santidade de coração e vida”, o que Wesley descreveu como “amor universal enchendo o coração, e governando a vida” (Conselhos a Pessoas Chamadas Metodistas). A ênfase dupla no que acreditamos e como vivemos é essencial para os Metodistas Unidos de hoje.

Graça

As escrituras nos ensinam que nós somos incapazes de viver em santidade pelo nosso poder próprio. Ao invés, nós recebemos isso como presente por causa do amor de Deus para cada um de nós. Cristãos usam a palavra graça para descrever o dom de Deus dado a nós para fazer o que não podemos em nós mesmo. Leia mais no Livro de Disciplina.

Wesley ensinou que a graça de Deus é conosco durante a nossa vida. Através da graça, Deus nos prepara, justifica e continua a nos desenvolver como seguidores (as) de Jesus Cristo. 

A Graça Preveniente nos Prepara

Wesley ensinou que Deus ama a todos, e convida a todos a ter um relacionamento correto com Ele. Porque não podemos fazer isso por nós mesmos, Deus prepara o nosso coração e mente para aceitar o convite de Jesus para segui-lo antes de percebermos esse convite. Lemos na Bíblia “Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5:8).

Pela graça de Deus nós reconhecemos as nossas fraquezas, almejamos por algo mais e aprendemos com o exemplo de Cristãos que demonstram o amor de Deus em palavras e ações. Wesley chamou isso de graça preveniente, que simplesmente significa a graça que “vem antes” de conhecermos a Deus ou amá-lo.

A Graça Justificadora nos Restaura

A Bíblia nos ensina,  “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; é isso não vem de vós; é dom de Deus” (Efésios 2:8). Isso quer dizer que a salvação não é algo que merecemos ou ganhamos, mas algo que Deus fez por nós através da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo.   

Quando reconhecemos o nosso pecado (o que Wesley ensinou como a “graça condenadora” de Deus) e nos arrependemos, nós recebemos o perdão de Deus e somos chamados para uma nova vida  seguindo a Jesus amando a Deus e aos nossos próximos. Nós recebemos esse presente baseado no que Wesley chamou da graça justificadora de Deus, porque nós somos feitos “de bem” com Deus. O nosso relacionamento é restaurado.

A graça Santificadora nos faz crescer

O momento que somos justificados é o começo de uma jornada maravilhosa com Jesus em direção à santidade de coração e vida. Quando participamos do trabalho de Deus no mundo através de atos de piedade, como adoração e oração, e atos de misericórdia como servir ao próximo e trabalhar por justiça com nossos vizinhos, nós nos fazemos disponíveis a Deus que nos transforma a imagem de Jesus.

Wesley às vezes dizia que Deus nos “aperfeiçoa” por sua graça, mas ele nunca teve a intenção de dizer que isso significa que nós nunca vamos cometer um erro. Pelo contrário, Wesley ensinou que através da graça de Deus nós paramos de pecar intencionalmente e somos aperfeiçoados tanto no amar a Deus e amar ao próximo. Nós não queremos danificar nenhum desses relacionamentos.

Esse processo, que chamamos de crescimento espiritual hoje em dia, não é algo que fazemos. Ao contrário, isso é Deus que faz em nós e por nós. Wesley chamou isso de graça santificadora - a graça em que Deus nos faz santos de coração e de vida.

Vivendo a nossa Fé

Seguindo esse ensinamento, Metodistas Unidos acreditam que a nossa fé é demonstrado pelo jeito que vivemos. Jesus usou a metáfora de uma árvore. Ele ensinou, “Toda árvore boa produz bons frutos...Portanto, pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7:15-20). O livro de Tiago similarmente diz, “Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma” (Tiago 2:17).

Wesley ofereceu aos primeiros Metodistas três Regras Gerais para nós ajudar a viver o que cremos. Não praticar o  mal é a primeira regra, segunda é zelosamente praticar o bem. A terceira regra é para atender ”todas os ordenanças  de Deus”, que Wesley explica que são coisas como culto, oração e jejum.

Os Metodistas Unidos de hoje também tem A Regra Geral de Discipulado escrita no Livro de Disciplina: “Para ser testemunha de Jesus Cristo no mundo, e para seguir os seus ensinamentos através de atos de compaixão, justiça, adoração, e devoção sobre a liderança do Espírito Santo (2016¶1117.2). Nós fazemos isso como cristãos individuais, congregações e  como comunidade de denominação global, não para ganhar algo de Deus, mas para participar no trabalho contínuo de Deus no mundo, em nossas vidas e nas vidas dos outros.

Nutrindo a Missão da Igreja

A nossa busca da santificação de coração e de vida é algo que devemos buscar juntos. Para João Wesley havia algo como “religião solitária”. Ele escreveu, “O evangelho de Cristo não conhece religião, mas o aspecto social; não a santidade mas a santidade  social”. Em outras palavras, a nossa fé não é privada. Ela deve ser vivida e compartilhada.

Os Metodistas primitivos viviam com esse entendimento da fé através da abertura de escolas, alimentando os famintos e curando os que não tinham dinheiro pra ir ao médico, falando contra a escravidão, e muito mais. Hoje, os Metodistas Unidos continuam conectados não somente as pessoas em seus pequenos grupos e igrejas, mas também conectados a uma igreja de milhares ao redor do mundo. Juntos, nós falamos a outros sobre Jesus, protegemos a saúde das pessoas, assistimos a vítimas de desastres, nos levantamos para os que vivem às margens da vida, e cuidamos uns aos outros em amor.