Other Manual Translations: English français español

Nossas Crenças Cristãs: O Espírito Santo

O Espírito Santo é a atuação atual de Deus em nosso meio. Quando sentimos a liderança de Deus, o desafio de Deus, o apoio ou conforto de Deus, dizemos que é o Espírito Santo em ação.

Em hebraico, as palavras “Espírito”, “vento”, e “sopro” são quase as mesmas. O mesmo é verdade em Grego. Ao tentar descrever a atuação de Deus entre eles, os antigos diziam que era como o sopro de Deus, como um vento sagrado. Não se podia ver ou segurar: “O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai;” (João 3: 8a). Entretanto, o efeito do Espírito de Deus, como o vento, podia ser sentido e conhecido. Onde encontramos a evidência do Espírito em ação? 

Na Bíblia

O Espírito é mencionado frequentemente em toda a Bíblia. Em Gênesis, “e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas”, como se participasse da Criação (1: 2b). Mais tarde, no Antigo Testamento (Bíblia Hebraica), lemos frequentemente sobre “o Espírito do Senhor”.

No relato de Mateus do batismo de Jesus, Jesus “viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele” (3:16b) e ele foi "[…] levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado […]" (4: 1). Após sua ressurreição, Cristo disse a seus discípulos: “mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo” (Atos 1: 8a). Algumas semanas depois, no dia de Pentecostes, aconteceu: “de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso [...] Todos ficaram cheios do Espírito Santo” (Atos 2: 2, 4). Como atestam o Livro de Atos e as cartas de Paulo, a partir de então, os primeiros cristãos estavam vividamente cientes do Espírito de Deus liderando a nova igreja.

Em orientação, conforto e força

Hoje continuamos a experimentar o sopro de Deus, o Espírito de Deus. Como um de nossos credos coloca: “Cremos no Espírito Santo, Deus presente conosco para orientação, conforto e força” (The United Methodist Hymnal, No. 884). Sentimos o Espírito no nosso tempo a sós – talvez em oração, em nosso estudo das Escrituras, em reflexão sobre uma decisão difícil ou na memória de um ente querido. O toque do Espírito é intensamente pessoal.

Talvez estejamos ainda mais conscientes do Espírito Santo na comunhão com cristãos – na congregação, na classe da escola da igreja, no grupo pequeno, na preparação de alimentos para doações, no comitê de planejamento, na reunião de oração, na família. De alguma forma, o Espírito fala através da interação atenciosa e amorosa do povo de Deus. O Espírito Santo, que criou a igreja, ainda a está guiando e sustentando, basta querermos ouvi-Lo.

Nos presentes que recebemos

Como o Espírito Santo afeta nossa vida? Ao mudar-nos! Renovando-nos e fortalecendo-nos para a obra do ministério.

  • Frutos: Jesus disse: “Pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7:16). Que tipo de fruto? Paulo afirma que " o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio" (Gálatas 5:22-23).
  • Presentes: Paulo também escreve que o Espírito concede dons espirituais aos crentes. Em 1 Coríntios 12: 8-10, ele lista nove presentes, que variam de uma pessoa para outra: o pronunciamento da sabedoria, o pronunciamento do conhecimento, a fé, a cura, a operação de milagres, a profecia, o discernimento de espíritos, a variedade de tipos de línguas, e a interpretação de línguas.

Esses frutos e presentes não são de nossa própria conquista. Eles e outros são a consequência da obra do Espírito em nós, pela graça, por meio da fé em Jesus Cristo. Além disso, eles não são dados para ganho pessoal. Por meio desses frutos e dons, o Espírito Santo nos capacita para o ministério no mundo.

Do Manual do Membro Metodista Unido, revisado por George Koehler (Discipleship Resources, 2006), pp. 84-85. Usado com permissão.

Mais crenças cristãs