Other Manual Translations: English español

Escaton e Escatologia?

“O que vai acontecer com esse mundo?”

Você não deve estar familiarizado com o termo “escaton” ou “escatologia”. Mas se você já fez perguntas como a pergunta acima, você com certeza já alimentou pensamentos de escaton e se envolveu com escatologia.

Apesar desses termos não serem usados no dia-a-dia, eles carregam implicações sobre como vivemos em relação ao mundo ao nosso redor. Eles são bem importantes.

O que significa escaton e escatologia?

“Escatologia” se refere a teologia lidando com o que se crê sobre o escaton. Para desembalar “escaton”: o dicionário Oxford diz que é “o evento final no plano divino; o fim do mundo”. Apesar de ser uma boa definição, não é uma definição completa. O escaton é o que acreditamos sobre onde o mundo está indo. Perspectivas cristãs são diferentes sobre como exatamente o escaton se parece. Mas a maioria dos pontos de vista concordam que ultimamente vai terminar em um estado perfeito. O mundo não acaba. Em vez disso, a sua jornada de transformação termina.

Dizer que escaton é sobre o fim do mundo não é certo de uma perspectiva cristã. É mais sobre a transformação ou o renovo do mundo do que sobre a obliteração do mundo.

Isso parece ser  muita conversa sobre eventos distantes. Mas o que acreditamos sobre o escaton realmente tem sérias implicações de como vivemos a nossa vida hoje.

Porque o escaton importa hoje?

O escaton é importante porque você é importante. Sua vida é importante. O que você faz é importante e que você traz para o mundo é importante. Nossas ações individuais têm implicações para o resto da vida. Em resumo, as suas ações não são sem consequências na face da eternidade. Elas não são como areia caindo no relógio de vidro passando tempo até a aniquilação.

A maioria dos ensinos de Jesus lidou com “o Reino de Deus” ou “o Reino dos céus”. O “Reino de Deus/céu” é outro termo pesado. Para definir simplesmente, é o estado onde a vontade de Deus é promulgada. É o reino do coração (Lucas 17:21).

Quando Jesus falou do seu Reino, ele falou de algo presente - e os seus ensinamentos falam sobre o espalhar desse reino no dia presente. As pessoas para quem ele pregou são agentes em espalhar esse reino (Mateus 18:18). Eles foram alistados como agentes em espalhar as boas novas do reino. Eles acolheram a outros. As suas ações foram importantes em relação a espalhar a mensagem das boas novas. Para alguns, as boas novas eram de que as suas vidas tinham de fato, consequência.

Quando perguntamos, “o que vai acontecer com esse mundo?” nós geralmente temos um sentimento de irritação. Nós temos o entendimento que o mundo não é completamente o que pode ou deve ser. Um mal estar entra dentro de nós por causa da condição do mundo. Nós sentimos que o mundo não está certo. Nós almejamos por um mundo melhor.

O Teólogo N.T. Wright sugeriu que esse anseio de “ver o mundo  se tornar bom” é uma das maneiras que carregamos a imagem de Deus. É uma marca compartilhada do nosso Criador. Nós queremos ver o mundo melhorar porque Deus almeja por isso também. É um desejo que é um processo, mas não foi ainda realizado. Quer dizer que o mundo está no processo de melhorar - e algum dia, nós esperamos e acreditamos, que será completamente melhor.

Se nós acreditamos que o mundo está no processo de melhorar, então as nossas ações importam em termos de estarmos na jornada ou de estarmos mais perto de um mundo transformado. As nossas ações são as sementes do escaton. Então se cremos que um dia o mundo será livre do racismo, guerra, xenofobia, injustiça, e etc… então nós sentimos uma urgência de tomar ações para erradicar essas injustiças hoje. Isso não exclui a ação de Deus de transformar o mundo, mas reconhece o Espírito de Deus trabalhando em nós para estabelecer a vontade de Deus de um mundo justo e um mundo perfeito sendo transformado. Você tem o poder de acelerar a transformação do mundo.

Há muito mais sobre o escaton do que o espaço me permite aqui (muita gente escreve livros sobre esse assunto). Mas isso é apenas uma introdução - e um convite. Se você quiser achar uns co-agentes em espalhar as boas novas, visite esse site para encontrar uma igreja. Talvez você esteja interessado nesse artigo sobre assuntos como o julgamento e a segunda vinda. 


Revdo. Ryan Dunn é o autor. Ele é o Ministro de Online Engagement na United Methodist Communications em Nashville, TN. Ryan é um Diácono ordenado na Conferência da Carolina do Norte na Igreja Metodista Unida.