Other Manual Translations: English Español

Espiritualidade e o cuidado com o meio ambiente

A natureza é uma expressão de uma criatividade genial. Nós temos a responsabilidade de cuidar dessa expressão de criatividade ao nosso redor. E acho que se fizermos isso, nós vamos aprender bastante sobre o Criador.

Quando eu tinha quatro anos de idade, o carro da minha mãe teve um defeito a um quilômetro e meio de distância da minha casa. Ela entrou numa loja para ligar pro meu pai (isso foi antes do tempo dos celulares) e voltou com uma bolsa de papel (antes das bolsas de plástico existirem). No caminho pra casa, nós pegamos o lixo que vimos no chão. Enquanto catávamos o lixo, eu estava confuso: porque o lixo estava perto de árvores tão lindas? Como que foi parar lá?

Na minha infância, eu passei bastante tempo ao ar livre. Eu subia em árvores, chupava madressilva, caminhava por riachos, e me escondia quando gritava com os meninos da vizinhança que atiravam em passarinhos. Eu sabia desde pequeno que a terra, a água, as plantas e as criaturas são especiais. Mais que isso, eu sentia. Tinha algo mágico sobre a criação ao meu redor.

Eu cresci na igreja e gostei de aprender sobre a palavra de Deus, mas as vezes eu ficava confuso. Na igreja, eu aprendi que Deus criou tudo. Então por isso estar ao ar livre é tão maravilhoso! Mas eu ainda estava confuso. Nós aprendemos sobre amar a criação, mas pouco foi feito para realmente cuidar da criação de Deus. Minhas perguntas sobre esse assunto não eram populares na escola dominical, então eu parei de perguntar.

Vinte anos depois, eu li um livro chamado Servindo a Deus Salvando o Planeta do Doutor Matthew Sleeth. Eu quase chorei enquanto estava lendo. Uma razão é porque eu estava aliviado. Eu sempre amei o meio ambiente; Eu sempre senti a presença de Deus na natureza então era pra lá que eu ia pra pensar nos meus problemas e orar.

A segunda razão pela minha emoção é que por tantos anos eu contava com os adultos na minha vida pra saber mais que eu, mas de alguma forma eles esqueceram do chamado de Deus para cuidarmos da criação.

Os cristãos devem cuidar do meio ambiente?

Os cristãos têm a responsabilidade de cuidar da criação de Deus? Sim! Nós recebemos essa responsabilidade em Gênesis; nós temos que cuidar da terra e administrá-la com sabedoria.

Além disso, Jesus nos ordenou amar a Deus e ao próximo. Um jeito de amar a Deus é de amar aquilo que Deus ama. Nós sabemos que Deus ama a criação. Deus disse que era muito bom. E se amamos o nosso próximo, temos que garantir a eles que tenham acesso a água limpa, ar e terra.

Quando comecei a estudar as escrituras, eu li uma passagem sobre a falta de recursos e sustentabilidade. Abraão, seu sobrinho Ló e a herança deles (pense em gado e servos) estavam viajando juntos. Os servos cuidando do gado de Abraão e os servos cuidando do gado de Ló começaram a brigar. Mas por que a briga? Recursos: água, espaço, vegetação, comida. Abraão não quer conflito, e então ele e Ló se separam.

Naquele tempo, havia muitos campos abertos, então a separação era uma solução viável. Mas isso não é a mesma coisa hoje em dia. Americanos são cinco porcento da população, e se o mundo fosse consumista como Americanos, nós precisaríamos de três planetas para nos sustentar.

Eu também aprendi que cuidar do meio ambiente não é somente uma questão política. É uma questão bíblica e espiritual. Meu momento de descoberta veio quando eu estava em uma aula  de Biomimética no mestrado. Biomimética é a imitação do gênio da vida. Quando eu comecei a ver a natureza como imitação  da sabedoria de Deus, eu senti um temor que eu nunca tinha sentido antes. Só bastou uma mera observação  da natureza com os seus sistemas e funções. Esses sistemas e funções foram criados por Deus.

Pense nas árvores por exemplo. Tem um sistema que transporta água (contra a gravidade) das raízes até o tronco. As árvores usam a luz do sol para criar energia. Certas árvores criam um odor para avisar a outras árvores sobre insetos que comem folhas, e as árvores que recebem essa mensagem produzem uma toxina em suas folhas para que os insetos só mordam uma vez e vão para outro lugar. Isso é uma expressão de uma criação de gênio. Eu queria tanto ter visto a conecção entre e minha fé e a ciência nos meus anos de ensino fundamental!

O que podemos fazer para viver uma vida sustentável?

Aprender sobre Biomimética e estudar a bíblia abriu os meus olhos e amadureceu a minha fé. O resultado é que a minha vida agora é diferente. Eu ainda tenho muito progresso a minha frente mas existem seis práticas que eu acho prático e espiritual. Eu não as inventei mas elas são fáceis de se lembrar. Você provavelmente conhece três:

  • Primeiro, RECUSE. Se você não precisar, não compre. Se você não precisa, não pegue. Isso inclui comida.

  • Segundo, se você não pode RECUSAR então REDUZA. Reduza o volume das coisas que você precisa.

  • Terceiro, se você não pode RECUSAR ou REDUZIR, REUTILIZE.

  • Quarto, se você não pode RECUSAR, REDUZIR ou REUTILIZAR então RECICLE. Reciclagem é o mais popular entre todos mas reciclagem requer uma energia intensiva. Pense no transporte, energia e água envolvido no processo.

  • Quinto, se você não pode RECUSAR, REDUZIR, REUTILIZAR OU RECICLAR, então faça compostagem.

  • O sexto é bem especial: DESCANSE. Isso não depende do outro. Toda semana, pratique o descanso. Quando nós descansamos, não estamos dirigindo ou nos engajando no comércio. Nós provavelmente vamos passar um tempo do lado de fora. Para cristãos, esse dia deveria incluir tempo meditando na palavra de Deus e na  Sua criação.

Viver em um meio ambiente amigável é a resposta certa para um Criador amável. Agora, quando eu cato lixo do lado de uma estrada, eu sei que isso é um jeito prático de demonstrar o meu amor por Deus e pelo próximo, e é uma prática espiritual que traz um pedaço do céu para a terra.


Heather Bennett é a Diretora Executiva de Terra Abençoada Tennessee. A missão deles é de inspirar e equipar cristãos para que possam cuidar melhor da terra. Heather recebeu o seu mestrado em Sustentabilidade da Universidade Lipscomb em 2014. Ela é casada com o Rev. Ryan Bennett, pastor da Primeira Igreja Metodista em Lebanon, TN e eles tem um filho de oito anos.

[Escrito em 13 de Abril de 2018]